Seleção da Sexta Rodada do Brasileirão 2014

1 - Weverton (Atlético Paranaense): Fez boas defesas, passando segurança a equipe. Sua performance contribuiu para o bom resultado. Nota: 8.

2 - Sueliton (Atlético Paranaense): Teve muita liberdade para jogar no campo do adversário, já que o time jogou em um 3-5-2. No primeiro tempo, foi discreto e errou em alguns lances. No segundo, infernizou o setor esquerdo do timão e deu o cruzamento para o gol de Douglas Coutinho. Nota: 7,5.

3 - Ernando (Internacional): Muito regular no jogo. Venceu praticamente todas as disputas aéreas, desarmou, mostrou segurança e qualidade técnica. Nota: 8. 

4 - Rever (Atlético Mineiro): Uma partida impecável! O zagueirão foi muito bem nas divididas, cortes e desarmes. Não cometeu nenhuma falta durante todo o jogo. Pra finalizar, marcou o terceiro gol da equipe e quebrou o recorde de zagueiro que mais marcou gols pelo Galo. Nota: 8,5.

5 - Wesley (Palmeiras): Organizou o time, marcou, deu bons passes, correu muito e roubou muitas bolas. Fez de tudo um pouco e se saiu muito bem. Nota: 8.

6 - Breno (Grêmio): Foi muito bem na marcação, não permitindo que as jogadas em velocidade do Botafogo acontecessem. Também criou boas oportunidades. Nota: 7,5.

7 - Ricardo Goulart (Cruzeiro): Participou dos dois gols da equipe, marcando o primeiro e comçando a jogada do segundo. Foi também o jogador que mais criou. Nota: 8.

8 - Anderson Talisca (Bahia): Além de marcar um bonito gol no finalzinho da partida, mostrou grande repertório de dribles, bons chutes e passes. Foi "o cara" do jogo. Nota: 8.

9 - Walter (Fluminense): Craque do jogo. Decidiu a partida com dois gols ao seu estilo e muita participação. No primeiro gol, ganhou de Reinaldo no corpo, estufando a rede. No seu segundo gol, uma pintura com um chute de trivela. Agora a pergunta que eu faço é a seguinte: Quem é o melhor atacante para o Flu, Fred ou Walter? Acho que após a Copa o atacante titular da seleção brasileira nem voltará às laranjeiras. Nota: 9.

10 - Conca (Fluminense): Assim como o time, cresceu no segundo tempo, tornando-se o organizador da equipe. Apareceu constantemente da partida, participando de três gols do Flu. Ditou o ritmo do time, sendo o grande maestro. Nota: 8,5.

11 - Silvinho (Criciúma): Foi o grande destaque da partida. Correu muito, como sempre, dando muito trabalho ao sistema defensivo da Chapecoense. Decidiu o jogo com um golaço de "meia-bicicleta". Nota: 8.

TÉCNICO: Enderson Moreira (Grêmio): Fez a alteração que mudou o jogo. Apesar de Rodriguinho ter feito o primeiro gol, o meia não estava sendo o "camisa 10" que a equipe necessitava. Observando a situação, Enderson colocou Maxi no jogo e triunfou. Nota: 8.


Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: