Seleção da Quinta Rodada do Brasileirão 2014

1 - Marcelo Grohe (Grêmio): Fez três "milagres", dois deles foi antes do Grêmio abrir o placar, sendo importantíssimo para a vitória. Nota: 9,5.

2 - Alex Silva (Atlético Mineiro): Teve muito trabalho no setor defensivo, mas se deu bem. No ataque, apareceu fazendo um belo cruzamento de bicicleta para o primeiro gol de André. Nota: 7,5.

3 - Thiago Heleno (Figueirense): Cortou praticamente todos os cruzamentos do timão pelo lado direito e foi muito aguerrido em campo. Nota: 8,5.

4 -Marcelo Oliveira (Palmeiras): Fez uma grande partida atuando como zagueiro. Desarmou muitas vezes os jogadores do Vitória, cortou cruzamentos e teve muita garra. Nota: 7,5.

5 - Souza (São Paulo): Foi muito bem na marcação e nas dividas pelo setor defensivo. Apareceu bastante no ataque com passes precisos. Nota: 8.

6 - Carlinhos (Coritiba): Não teve culpa nos gols do Cruzeiro. Deu os dois cruzamentos para os gols de Alex e Norberto. Nota: 7,5.

7 - Marquinhos Gabriel (Palmeiras): Foi muito raçudo, buscando o jogo e dando opção ao meio campo. Foi premiado com um gol de sorte, que deu a vitória ao Verdão. Nota: 7,5.

8 - Rodriguinho (Grêmio): Foi o autor do gol que garantiu a vitória do tricolor sobre o Fluminense. Participou bastante nas bolas paradas e na movimentação. Nota: 7,5.

9 - André (Atlético Mineiro): Foi o herói da vitória de virada do Galo ao marcar os dois gols da equipe diante de seu ex-clube. Nota: 8.

10 - Ganso (São Paulo): Costuma consagrar Luis Fabiano e Osvaldo com seus passes, porém hoje foi ele quem recebeu assistências dos dos atacantes. Com sua maestria foi o craque do jogo com uma bela atuação e dois gols marcados. Nota: 9.

11 - Ricardo Goulart (Cruzeiro): Correu muito no primeiro tempo, ajudando a compor o meio campo.Além de ajudar a meia cancha, marcou dois gols. Nota: 8,5.

TÉCNICO: Guto Ferreira (Figueirense): Entrou em campo buscando um empate, porém ao ver que podia sair vitorioso, mandou o time atacar logo no início da segunda etapa. Com o gol marcado, ficou fechado e decidiu explorar os contra-ataques. Bloqueou o lado direito do Corinthians, de onde vinham as velozes jogadas de Fagner e Romarinho. Nota: 8,5.

Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: